Leia
Home / Amazonas / Rebecca Garcia diz “incomodar” durante debate

Rebecca Garcia diz “incomodar” durante debate

Cumprindo a palavra dada, a candidata ao governo do Amazonas Rebecca Garcia (PP) participou do primeiro debate entre candidatos realizado na segunda-feira, 17, pela TV Band, com a apresentação de propostas para solucionar problemas mais urgentes que afligem a população.

O fato de ser propositiva incomodou os demais debatedores que preferiram atacar a candidata da coligação “11 Coragem para Renovar” até o momento em que Rebecca Garcia afirmou que “Não vim atacar ninguém, vim apresentar propostas. O Amazonas, pela primeira vez, tem possibilidade real de eleger uma mulher para governadora e as pesquisas mostram minha candidatura à frente de Eduardo Braga e em empate com Amazonino Mendes no 2º turno”.

Entre as proposições da ex-deputada federal Rebecca Garcia estão ações para reforçar a transparência no governo do Estado, revisão de contratos nas áreas de saúde e segurança, assim como uma gestão penitenciária alicerçada em modelos que tiveram sucesso em presídios de outros locais, sem deixar de lado o foco na geração de emprego e renda.

Na questão do emprego, Rebeca Garcia reafirmou, durante o debate na Band, ações no sentido de fortalecer a Zona Franca de Manaus, mas também a criação, em sua gestão à frente do governo do Amazonas, de alternativas ao modelo ZFM em atividades econômicas como pesca, agricultura e outras que compõem as novas matrizes com potencial de crescimento no Estado.

Na área de saúde, Rebecca Garcia revelou ações para combater o câncer em mulheres, tanto na capital quanto no interior, entre outras medidas, assim como ofereceu opções para tirar os jovens da droga, quando falou sobre educação, com a proposta de usar o tempo, hoje ocioso das escolas, para treinamentos que facilitem a obtenção do primeiro emprego, assim como a prática esportiva.

“O Amazonas precisa virar a página, deixar o passado para trás e votar na esperança”, finalizou a candidata.

Share This:

x

Veja Também

Luiz Castro propõe política de moradia de interesse social

O Governo do Estado investe míseros 0,03% do Orçamento em habitação no ...