Leia
Home / Amazonas / Educadores apoiam a candidatura de Amazonino ao governo do Estado

Educadores apoiam a candidatura de Amazonino ao governo do Estado

Professores do Estado e do município abraçaram a campanha do candidato Amazonino Mendes (PDT) para o cargo de governador do Amazonas, na noite desta terça-feira (25), durante reunião, ocorrida em uma casa de eventos, no bairro Novo Aleixo, Zona Norte.

A área de educação foi uma marca na carreira política do candidato durante os três mandatos como prefeito de Manaus e governador do Amazonas. A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) se tornou a maior obra do líder da coligação “Movimento pela reconstrução do Amazonas”. “Criamos a UEA para dar oportunidade aos jovens, sobretudo, aos professores que puder​a​m se graduar, se especializar. Foi um galardão na minha carreira”, declarou.

Durante a reunião, Amazonino enfatizou aos docentes que a categoria poderá contar com seu governo, assim como contou, no passado, quando 13 mil trabalhadores iriam ser demitidos por não serem concursados. “Eu criei uma lei para amparar aqueles pais de famílias que iriam ficar desempregados. O governo é para quem precisa. E naquele tempo eu mantive, professores, trabalhadores empregados no Estado”, relembrou.

Amazonino destacou que foi o primeiro gestor a valorizar a classe de docentes, instituindo um piso salarial com três salários mínimos, o maior do país na época. “A minha relação com os profissionais da educação é estreita. Só por meio da educação é que se liberta uma sociedade. Então, o professor tem de ser valorizado, ser reconhecido. É mais que obrigação”, declarou.

Ação conjunta

Presente na reunião, o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), disse que decidiu apoiar Amazonino porque iria ter garantir da volta da ação conjunta entre prefeitura e governo. “Eu não teria garantia de diálogo com outra candidatura. Não tem diálogo hoje, imagine amanhã. Então, eu fui buscar aquele que aceita manter um diálogo comigo e com Manaus”, frisou.

O encontro contou com a presença também da primeira-dama Elisabeth Valeiko e de deputados estaduais, além de apoiadores de campanha.

Realizações

Além da UEA, Amazonino foi o primeiro governador na história do país a distribuir na rede estadual de educação o kit escolar formado por tênis, material didático e fardamento. Foi o primeiro prefeito a implantar a Bolsa Universidade, destinada aos alunos de poder econômico menos favorecido. O programa já atendeu mais de 40 mil pessoas, que são contempladas com uma bolsa de 50% e 75% dos valores das mensalidades.

Amazonino valorizou os professores, instituindo o plano de cargos, carreiras e salários dos docentes, e foi o primeiro gestor a pagar 13º, 14º e 15º salários aos professores. Os docentes, em 2001, do interior, participaram do Programa de Formação de Professores (Proformar) e puderam concluir o ensino superior. O candidato realizou diversos concursos para a expansão do ensino na capital e no interior. “Ele deu oportunidade para os professores se graduarem, se especializarem. Instituiu o primeiro piso da categoria. Enfim, foi o melhor governador que a categoria já teve”, comentou o professor Aroldo Silveira.

Durante os mandatos, Amazonino construiu 484 escolas, 116 laboratórios de informática e 328 bibliotecas em todo o Estado. Na prefeitura, uma de suas primeiras ações foi extinguir o famigerado turno da fome (horário intermediário) beneficiando 30 mil alunos. Amazonino foi o primeiro gestor municipal a inaugurar escolas de tempo integral. Para as pessoas que não sabiam ler e nem escrever, o governador criou a Escola de Jovens e Adultos (EJA) que formou milhares de pessoas na capital e interior com os ensinos fundamental e médio.

Foto: Clóvis Miranda
Assessoria de Comunicação
Esta matéria é de total responsabilidade do candidato

Share This:

x

Veja Também

Luiz Castro propõe política de moradia de interesse social

O Governo do Estado investe míseros 0,03% do Orçamento em habitação no ...