Leia
Home / Amazonas / Mesmo em dívida, times do Amazonas pechincham árbitros para Campeonato Amazonense
Em 2016, árbitros receberam R$ 1,8 mil por partida no Estadual. Foto: Reinaldo Okita

Mesmo em dívida, times do Amazonas pechincham árbitros para Campeonato Amazonense

Taxa de arbitragem foi reduzida de R$ 1,8 mil para R$ 1,6 mil este ano, mesmo com um ‘calote’ de R$ 125 mil que os ‘juízes’ alegam ter recebido

Manaus – Os árbitros de futebol do Amazonas aceitaram conceder um ‘desconto’ de R$ 200 por jogo aos oito clubes que disputarão a divisão principal do Campeonato Amazonense. A taxa de arbitragem caiu de R$ 1,8 mil para R$ 1,6 mil – uma redução de 11%.

Em 2014 e 2015, o Estadual teve dez clubes e 96 jogos, e a taxa também foi R$ 1,6 mil (conforme o regulamento da Federação Amazonense de Futebol – FAF) e o custo total com a arbitragem ficou em R$ 192 mil (com acréscimo dos encargos sociais e impostos). No ano passado, com sete times e 45 partidas, a cota subiu para R$ 1,8 mil e a despesa das agremiações com os árbitros somou R$ 97 mil (incluindo impostos e encargos).

Segundo a FAF, estão previstas 63 partidas e oito clubes no Estadual deste ano, com custo total de arbitragem em torno de R$ 126 mil. Mesmo com a redução na taxa, os gastos com arbitragem serão maiores, devido à quantidade maior de jogos, em comparação com o ano passado. Por outro lado, a despesa total dos clubes com os juízes reduziu em 29,6% em relação a 2015.

A Associação dos Árbitros de Futebol do Amazonas (Asaf) alega ter sofrido um calote de R$ 125 mil, entre categorias e profissional, desde 2015. O presidente da entidade, o árbitro Weden Cardoso Gomes, afirmou que a redução na taxa foi aceita depois de negociar algumas contrapartidas.

“Fizemos a contraproposta que no Estadual de 2018 a taxa de arbitragem suba para R$ 2 mil, por isso aceitamos, neste ano, a redução e com pagamento antecipado. Garantimos que, caso o pagamento da taxa não seja feito antes do jogo, não iremos apitar. Podem querer até nos tirar do quadro de arbitragem, mas em hipótese alguma vamos apitar”, avisou Gomes.

Datas

A divisão principal do Amazonense começará no dia 14 de março e termina no dia 17 de maio, com duração de dois meses e quatro dias, para evitar conflitos com o início da Série D do Brasileiro, previsto para o dia 21 de maio. Atual campeão estadual, o Fast Clube e mais o Princesa do Solimões, vice-campeão amazonense, são os representantes do Estado na Quarta Divisão.

O Estadual será de pontos corridos, com turno e returno, para definir os semifinalistas e sem prorrogação nas partidas das últimas fases. No campeonato deste ano, haverá jogos de ida e volta nas fases finais, com o clube com melhor campanha tendo a vantagem de jogar por dois resultados iguais.

A disputa da segunda vaga da Copa Verde será entre os dois times eliminados nas semifinais. Este terceiro lugar do Estadual será decidido em jogo único, como preliminar da partida de volta da final da competição.

A FAF informou que divulgará o regulamento e a tabela de jogos da Série A do Estadual, nesta quarta-feira (18).

Share This:

x

Veja Também

Para Rebecca, corte de custos e de desperdício é fonte de recursos

As diretivas visando obter recursos no curto prazo para implementar serviços de ...