Leia
Home / Amazonas / Brasil bate a Itália e leva torneio de futebol feminino na despedida de Formiga
O jogo do Brasil levou ao sétimo título da equipe canarinho no torneio, com 100% de aproveitamento. Foto: Eraldo Lopes

Brasil bate a Itália e leva torneio de futebol feminino na despedida de Formiga

Brasil se tornou heptacampeão do Torneio Internacional de Futebol Feminino ao vencer a Itália por 5 a 3, neste domingo, na Arena Amazônia, em Manaus

Neste domingo (18), a Seleção Brasileira Feminina conquistou o heptacampeonato da 8ª Copa Caixa Internacional de Seleções de Futebol ao golear a Itália por 5 a 3, em uma final emocionante na Arena da Amazônia, em Manaus. O êxito no jogo do Brasil, que levou ao sétimo título da equipe canarinho no torneio com 100% de aproveitamento, premiou os 7.337 torcedores presentes no estádio com uma briga em campo, tecnicamente, bastante acirrada com a Squadra Azzurra.

Ao final do jogo, Formiga, aos 38 anos, foi homenageada por seus 22 anos de serviços à Seleção Brasileira. É recordista em esportes coletivos com 160 jogos, tanto no masculino como feminino. A meia ainda pretende jogar em clubes, mas no momento está sem opção. “É a hora de dar espaço para as novatas que estão vindo ai. Chegou minha hora. Eu já não tenho força para aguentar um ritmo forte de treinamentos e jogos”, revelou a atleta, em lágrimas.

O jogo decisivo começou equilibrado. A equipe do Brasil não se importou com vantagem do empate na final da Copa e manteve desde o início a postura ofensiva e taticamente organizada, que levou a uma campanha com quatro vitórias, a maioria de goleadas, na competição.

Do outro lado, a Itália começou a final com sobriedade nas jogadas. Ciente que precisava vencer para faturar um título inédito na Copa Internacional, a Azzurra chegou a dar um susto com a atacante Ilaria Mauro. Aos cinco minutos, Ilaria chegou a fazer um gol, mas acabou anulado por estar em posição de impedimento.

A Seleção Brasileira não se intimidou com a ameaça das italianas. Aos oito minutos, a atacante Beatriz driblou a zaga da Azzurra, dentro da grande área, e num chute seguro marcou 1 a 0. Parecia o começo de mais uma vitória tranquila do Brasil, só que a equipe adversária ainda daria muita dor de cabeça durante toda a partida.

A reação da Itália veio da agilidade de Ilaria, que avançou até a área para fazer um belo gol cruzado, aos 14 minutos, para empatar a final. A Seleção Brasileira não se abalou e seguiu pressionando a defesa italiana.

E num rápido contra-ataque pelo meio de campo, aos 20 minutos, Beatriz passou a bola para Gabi, que aproveitou a saída da goleira e colocou a equipe canarinho novamente na frente no placar: 2 a 1. O Brasil ainda poderia ter ampliado, aos 27 minutos, quando a meia Andressinha recebeu a bola, pelo fundo da área, e não acertou na pontaria.

A Azzurra também era aguerrida e conseguiu empatar novamente após uma saída errada da goleira Bárbara, que deixou a bola chutada por Gabbiadini passar tranquilamente até o fundo das redes, aos 32 minutos. Mas a Seleção mantinha o foco nas jogadas ofensivas e não entrava em desespero.

E aos 36 minutos, Andressinha compensou a chance anterior de gol perdida ao cobrar com precisão uma falta perto da grande área e marcar 3 a 2. Neste lance do terceiro gol do Brasil, a bola atravessou por cima a barreira e entrou num ângulo indefensável para a goleira Katja Schroffenegger.

No segundo tempo, a briga continuou acirrada. Logo ao um minuto, a goleira Bárbara evitou mais um possível gol de Ilaria, a mais perigosa jogadora da Itália em campo.

Mas a Seleção Brasileira era mais eficiente no contra-ataque e quando Beatriz, após passar pela zaga da Azzurra, teve a bola defendida, Andressinha pegou o rebote, aos dois minutos, e fez o segundo gol dela no jogo e o quarto da equipe verde e amarelo: 4 a 2.

Persistente em campo devido a obrigação de vencer, a seleção da Itália seguiu buscando diminuir a vantagem para uma possível virada no placar. Aos 11 minutos, Bonansea recebeu cruzamento, pela direita, na grande área, e fez 4 a 3.

E em uma rápida e mortal jogada de ataque das anfitriãs, Debinha ampliou novamente a vantagem do Brasil, aos 15 minutos, quando Fabi cruzou a bola, pela direita: 5 a 3. Depois do quinto gol, a Seleção diminuiu um pouco o ritmo e passou a administrar o resultado. A Itália ainda tentou finalizar, mas desta vez não obteve sucesso.

Aos 46 minutos, a meia Formiga, 38, que deve se aposentar da Seleção Brasileira após a Copa Internacional, foi substituída por Fran. Na hora que caminhava para deixar o campo seguida por todas as companheiras de equipe, Formiga ganhou aplausos eufóricos e gritos emocionantes de apoio e carinho do público na Arena. E assim, a decisão na Arena da Amazônia encerrou com uma grande vitória e um título incontestável do Brasil. Uma despedida digna da carreira da meia Formiga pela Seleção.

Por: D24

Share This:

x

Veja Também

Para Rebecca, corte de custos e de desperdício é fonte de recursos

As diretivas visando obter recursos no curto prazo para implementar serviços de ...